DADOS DO CAGED- setembro/2018

O Ministério do Trabalho, por meio de seu sítio eletrônico, divulgou os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (“CAGED”) referente ao mês de setembro de 2018.

Destacamos os seguintes pontos, especificamente em relação a medidas introduzidas com a reforma trabalhista:

  • Rescisão de contratos de trabalho por acordo entre empregado e empregador: Em setembro de 2018, 13.019 contratos de trabalho foram rescindidos mediante acordo entre empregador e empregado. O número representa uma diminuição de 15,5% em relação ao mês de agosto de 2018.

Do ponto de vista territorial, o Estado de São Paulo registrou a maior quantidade de rescisões por mútuo acordo (31%), seguido do Paraná (10,1%) e de Minas Gerais (8,8%).

  • Contrato de trabalho intermitente: No mês de setembro de 2018, foram admitidos 6.072 e desligados 1.791  empregados sob contratos de trabalho intermitente, gerando um saldo de 4.281 empregos nesta modalidade. Um total de 20  empregados celebrou mais de um contrato na condição de trabalhador intermitente.

O saldo de contratos intermitentes registrou um aumento de 7,1% em relação ao mês de agosto de 2018.

Novamente, o Estado de São Paulo foi o que mais registrou contratos de trabalho intermitentes (28,3%), seguido do Rio de Janeiro (17,5%) e do Paraná (11%).

Do ponto de vista setorial, os contratos intermitentes concentraram-se no setor de Serviços (2.078 postos), seguido pela Construção Civil Comércio ( 942 postos), Comércio (579 postos), e da Indústria de Transformação (542 postos).

  • Contrato de trabalho por tempo parcial: No mês de setembro de 2018, foram admitidos 5.451 e desligados 3.477 empregados sob contratos de trabalho por tempo parcial, gerando um saldo de 1.974 empregos.

O saldo de contratos por tempo parcial registrou uma diminuição de 61% em relação ao mês de agosto de 2018.

O Estado do Ceará foi o que mais registrou contratos de trabalho por tempo parcial (317 postos) seguido de São Paulo (306 postos) e do Paraná (200).

Do ponto de vista setorial, os contratos por tempo parcial concentraram-se no setor de Serviços (1.072 postos), seguido do Comércio (579 postos), da Indústria de Transformação (214 postos), e da Agropecuária (61 postos).

Os dados completos do CAGED de setembro de 2018 podem ser obtidos aqui: http://trabalho.gov.br/trabalhador-caged

Em caso de dúvidas, os nossos advogados estão à disposição.

Atenciosamente,

Pipek, Penteado e Paes Manso Advogados Associados